terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Laboratório do Dexter - Experiência





Grupo Laboratório do Dexter - Alessandra Luz, Elaine Miranda, José Carlos e Luciana Carvalho.






Nos grandes centros urbanos a poluição do ar causa muitos problemas na saúde da população: quais são eles?


Objetivo

Observar a poluição do ar nas cidades, através de experiências conduzidas pelos alunos e seus responsáveis e orientadas pelo professor de ciências, com relatório interdisciplinar em conjunto com outras disciplinas, integrando toda a comunidade escolar.

Conteúdo

Poluição atmosférica - meio urbano.

Duração

Duas semanas

Nível da turma

Séries iniciais do Ensino Fundamental

Material

· Filtros de papel

· Palitos de churrasco

· Grampeador (para fixar o filtro de papel no palito)

· Mapa da cidade (ou dos bairros próximos a escola)

Fazendo

· O professor poderá iniciar a atividade perguntando aos alunos:

· Como é o ar da nossa cidade: é limpo?

· Ele tem cheiro? Tem cor? Tem sujeira?

· Onde o ar é mais limpo, próximo de uma indústria (que solta fumaça pela chaminé), de numa avenida movimentada ou de uma praça com árvores? Por quê?

· Como poderíamos comprovar que há sujeira no ar?

Uma maneira fácil de identificar a poeira existente no ar das cidades é utilizando filtros de papel. Na primeira etapa, os alunos prendem os filtros de papel no palito de churrasco com ajuda de um grampeador. Posteriormente, cada aluno leva o filtro de papel para casa e o prende numa janela (de preferência virada para rua), com o auxílio de seu responsável. Após uma semana, os alunos levam os filtros para a sala de aula. Observando os filtros, os alunos poderão deduzir quais as ruas ou os bairros mais empoeirados. Outra opção é distribuir os filtros pela escola (em cada filtro, fica anotado o local que ele foi colado, por exemplo, no pátio, na sala de aula, próximo à rua, etc).

Sugestões

Nesta etapa, o professor anota na lousa os bairros onde os alunos moram. Se a maioria dos alunos morarem no bairro da escola, o professor poderá trabalhar com as ruas da localidade. Se o professor for trabalhar na área da escola, ele poderá discutir com os alunos onde colocarão os filtros (em pontos específicos, como a janela de casa, no posto policial da comunidade, na padaria, na mercearia, dentre outros).

Registrando

· Os alunos podem registrar a atividade através de um mapa. Com um mapa da cidade, os alunos podem pintar os bairros (ou as ruas) de acordo com o nível da poluição, em conjunto ou não com o professor de geografia e de história.

· Montar gráfico de acordo com os dados coletados, em conjunto ou não com o professor de matemática.

· Redigir as observações, em conjunto ou não com o professor de português (redação).

· Exposição dos registros no mural da escola, em um dia de visitação aberto à toda comunidade escolar.

2 comentários:

O Laboratório do Dexter disse...

A proposta inicial do grupo era um projeto simples de ciências, mas achei que seria interessante "ampliá-lo", inserindo toda a comunidade escolar, bem como os demais docentes da escola. (Alessandra Luz)

carlos disse...

Interessante, sugiro fazer uma abordagem, política e sociológica, pesquisando e mostrando, que os maiores poluidores do ar, no bairro, são as classes possuidoras de maior poder financeiro, que prestigiam o transporte individual em detrimento do transporte coletivo, optam por alternativas de energia que garantam o conforto individual em prejuízo do resto da comunidade, adotam atitudes de consumo que estimulam a fabricação de utensílios descartáveis, que serão vendidos em shoppings. E, que, a classe pobre, não faz o mesmo porque não pode. Assim, relacionando a questão da poluição do ar, com a educação para o consumo despropositado, apresentar alternativas comportamentais, solidárias, fundamentadas em princípios ecoético, com por exemplo: usar transportes coletivos, andar de bicicleta, caminhar,exigir mais praças hortos e centros culturais, que possam substituir ar condicionado renovar a atmosfera e educar para a cidadania plena, em vez de shopping, com ar condicionado, mais perto de suas casas.